16 de março de 2010

Nuno Rodrigues A.K.A-Mc Snake-R.I.P


A PSP de Lisboa está em alerta por temer que venham a verificar-se tumultos, na sequência da morte de um conhecido "rapper" de Chelas, Nuno Rodrigues ("MC Snake"), atingido com um tiro nas costas por um agente da PSP, após perseguição, soube o JN.

Fontes do Comando de Lisboa da PSP confirmaram a morte, mas salientam apenas que "foi dada ordem para haver mais atenção". Em causa está o receio de tumultos, em Lisboa, mas também na Margem Sul do Tejo, devido à popularidade de que gozava a vítima. Nuno Rodrigues, conhecido como MC Snake, emparceirava com o conhecido músico "Sam the Kid". Ambos viviam em Chelas. O principal alvo da "atenção" policial são os bairros (muitos deles considerados problemáticos), onde o género musical hip hop constitui uma forma de afirmação e de contestação à segregação social.
"Sam" garantiu ao JN ter ficado "chocado" com a morte do amigo. "Ainda na semana passada esteve em minha casa, onde foi buscar uns filmes e estávamos a preparar uma iniciativa com a Junta de Marvila. Ele era muito pacífico".
Segundo o comunicado da PSP, Nuno Rodrigues "desobedeceu aos sinais regulamentares de paragem", dados durante uma operação stop, na zona das Docas, em Alcântara, e o carro só se imobilizou já em Benfica, na Travessa de S. Domingos de Benfica, quando um agente da PSP abriu fogo de pistola, atingindo a bagageira do veículo, após o que o projéctil perfurou os dois bancos e foi acertar nas costas do "rapper". O fugitivo não estava armado.

Jorge Rodrigues, irmão da vítima, diz, no entanto, que não havia qualquer razão para disparar contra o seu irmão. "E a Polícia fala em perseguição? Mas como? O Nuno ia a conduzir o carro da mãe, um Lancia Y10, com 12 anos e com problemas mecânicos. Não me diga que com um carro destes a Polícia precisava de disparar para o fazer parar. Não o poderia apenas abalroar, era preciso matá-lo?".

Aparentemente, o agente da PSP nem teria razões para disparar, uma vez não estariam reunidos, ao que o JN conseguiu apurar, os pressupostos previstos na lei para o o uso da arma de fogo. O inquérito está agora sob alçada da Polícia Judiciária de Lisboa, onde o agente prestou declarações ontem à tarde, tendo sido constituído arguido.
O polícia não foi detido, nem notificado para ser ouvido pelo Ministério Público, mantendo-se ao serviço até à conclusão do inquérito criminal e disciplinar.

"Era conhecido por padre" - Nuno Rodrigues (MC Snake), 30 anos, Lisboa
"O meu irmão era conciliador e quando havia uma luta entre bairros era o primeiro a interceder para evitar os conflitos. Era conhecido por padre", as palavras são de Jorge Rodrigues. Há dez anos, no entanto, Nuno tinha cumprido pena por tráfico, mas "regenerou-se". Com uma filha com dois anos, Snake vivia da música e em Dezembro estivera com Sam em Angola em digressão. Ontem, muitos fãs do músico deixaram mensagens de saudade na internet.

10 comentários:

Anónimo disse...

R.I.P

HATERPROOF DEFINITE SWAGGA disse...

R.I.P.

GJ disse...

RIOT IN LX

Anónimo disse...

Menos um... ehehehe!

DPS

PAL disse...

R.I.P.

(é preciso ser-se muito cobarde para mandar "bocas" anonimamente!!)

- mag disse...

Snake um era dos grandes da tuga, RIP

Manaças disse...

Que descanse em paz, gostava realmente de o ter conhecido, era de uma parte da minha família mais afastada. É triste; também é triste às vezes ver os comentários nos jornais pela internet..."ele devia era andar na má vida, nas más companhias...". Já não existe o benefício da dúvida.

Anónimo disse...

sentirei a tua falta mano os meus fins de semana nao serao iguais sem te ver la...sem vires direito a mim de braxos abertos e sentir o teu abraxo...um dia vamos voltar a encontrar saudds nha mano R.I.P

vasco disse...

o snake sempre foi, nas poucas ocasiões em que estivemos juntos, um gajo acessível e bem disposto, sempre tranquilo.

é um desperdício do caralho acabar-se uma vida assim. Espero que descanse em paz e que a família consiga, mais cedo que tarde, encontrar alguma paz de espírito.

SSpliff disse...

Snizzy R.I.P